quinta-feira, 29 de abril de 2010

A PMSC e as PROMOÇÕES

   A carreira policial militar é fascinante, porém, ao final torna-se frustrante quando se trata da promoção ao último posto: Coronel.
   A pré-seleção dos candidatos ocorre na Comissão de Promoção de Oficiais.  A Comissão vota em sistema de pontuação, e encaminha em lista ao Exmo Sr Governador, que escolhe (da listagem) os Oficiais para a Promoção. Em muitos casos o Governador segue orientação do Comandante-Geral e do Secretário de Segurança.
   Porém, às vezes baseia a sua escolha em indicações. (Não considero errado, pois, tratando-se de escolha quanto mais informações tiverem, melhor decidirão).
   Concorri em várias oportunidades e em todas, pequei pela ausência de indicações e, obviamente, fui preterido por isso. Passaram-me à frente, Oficiais de turmas ditas mais modernas. Estou no posto de Tenente-Coronel há cinco anos.
   De nada adianta criar, inovar, resolver, isso tudo não tem a menor importância. O critério é POLÍTICO.
Está aí, uma situação que me deixa em desvantagem: não sou e nem sei lidar com políticos. Não tenho habilidade, digo o que penso e odeio a injustiça.
   Em momento algum me senti desmerecido ou magoado, pois, gosto do que faço e as preterições não me desestimularam.
   Trabalhei no Tribunal de Justiça, Vara especial de Justiça agrária em Chapecó, onde criei o Núcleo de gerenciamento de conflitos. Lá eu recebia 100% (a mais) do salário.
    Estava servindo  no TJSC quando fui convidado pelo então Sub Comandante Geral da PMSC, atual Comandante, o Sr. Cel Maciel, para, segundo ele, resgatar os valores, a dignidade e a credibilidade do 8° Batalhão junto à própria Instituição e à população.
   A situação era crítica. Não teve nem Oficial para a passagem de Comando com tropa formada, pois, o último a comandar, havia sido exonerado havia mais de seis meses. Assumi, em Gabinete. 
   O Batalhão tinha apenas seis viaturas em serviço,  e nove,  baixadas por falta de manutenção.
   Não havia indicadores de índices de criminalidade e em conseqüência, tampouco havia estudos para ações planejadas, visando resultados.
   A tropa, quase 600 PMS sem comando, a ponto de atear fogo em uma viatura, em protesto contra o descaso e abandono.
   Ocorria mais de quinhentos roubos - estabelecimentos comerciais e residências - por ano. A criminalidade estava em ascensão.
   Estou em Comando há três anos. Nesse período, mobilizando autoridades, por amizade ou influência, conseguimos tantas viaturas, que hoje temos trinta viaturas em serviço por dia, na zona norte.
   O efetivo disponível reduziu-se de quase 600 para 354 PMs, mesmo assim os índices de roubos diminuíram. Nossa média anual fica em torno de 280 a 320 ocorrências. Estamos BEM melhor do que todas as cidades de médio porte do litoral e de muitas, do interior de SC.
   Comemoro sempre, pois que somos a única cidade do Brasil, que teve quase 50% dos ladrões presos, em flagrante de roubo em 2009. Foram 71 flagrantes.
    Neste ano, mais de vinte. Isso é resultado do pós-crime - projeto meu - que só existe em Joinville, provando que dá bons resultados, reduzindo os crimes de roubo.
Joinville,  a cidade e seu povo, costumes e tradições tornaram-me parte disso tudo. Literalmente, estou me sentindo em casa. Não vejo diferença  entre meu velho e querido Oeste, onde nasci, e Joinville.
   Gostei tanto daqui que deixei passar, recusando, várias oportunidades (Destaco): Convite para a Casa Militar da ALESC onde também o salário tem 100% de incremento.
   E mais recentemente, no dia 08 de abril,  foi-me oferecido o cargo de Diretor na Secretaria de Segurança Pública.
   Estar em Joinville me basta.
   Isso, que escrevi acima foi encaminhado para uma pessoa ilustre (não político) de Joinville. Fiz questão de publicar, porque foi um desabafo. Hoje, 29 de Abril de 2010 foi encaminhada listagem ao Governador e, novamente, fiquei fora da lista.
   Pela minha família, pelos meus comandados e pela Comunidade Joinvillense, continuo lutando, acreditando na Justiça, nas Instituições e nas pessoas de bem.

10 comentários:

Jordi C disse...
[Responder comentário]

Edivar,
Gente como você orgulham esta cidade e os que nela escolheram morar.
Os seus valores, princípios e crenças, não são comuns e podem ser considerados, num mundinho politiqueiro e menor, quase que em extinção.
Abraço

Anônimo disse...
[Responder comentário]

Coronel, que bom que o Sr. está por aqui. Nós de Joinville é que temos que agradecer o ótimo trabalho do 8 BPM.

Forte abraço

Marcelo Pereira

Ten Cel Fachini disse...
[Responder comentário]

Amigo Edivar!

Tem um versículo bíblico que diz assim: "Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu" (Ec 3.1).
O que quero dizer com isso? É que assim como não saiu sua promoção, também não saiu a minha. Mas Deus sabe todas as coisas, Ele é soberano e a receberemos no melhor momento de nossas vidas.
Muitas vezes não entendemos agora, mas lá na frente as coisas ficam claras e cristalinas.
Um abraço fraternal

Ten Cel Fachini

michel disse...
[Responder comentário]

Ten Cel Edivar, sem duvida seu proceder a frente deste nobre Batalhão melhorou a rotina de vida do povo Joinvilense, expresso também as palavras do Ten Cel Fachini, há um tempo determinado, acima de todas as coisas o importante é o senhor seja qual for o tempo de sua saida deste Batalhão sair de cabeça erguida,com o dever cumprido e o reconhecimento do povo Joinvilense. Um grande abraço de seu subalterno Sd PM Michel 1ª RPM em Fpolis

Hélio Battirola disse...
[Responder comentário]

Edivar, meu amigo, não esperava menos de ti.
Por minha conta :
Senhor Tenente Coronel Edivar Bedin .
Pensa num grande abraço.

Anônimo disse...
[Responder comentário]

A politicagem nunca vai acabar na PMSC. Na PMSC tem que possuir QI (Quem indica) Aposto que você possuí conceito máximo de seu comandantante imediato e na Comissão de Promoção de Oficiais, eles (muitos que nunca trabalharam contigo), diminuriam seu conceito, para outro ficar na lista na sua frente. Na PMSC já existiu Tenente Coronel (promoção somente por merecimento), condenado na Justiça Militar por improbidade administrativa, promovido a Coronel e outros. Se olharam a ficha deveriam no mínimo excluir o nome ou dar pontuação baixa. Muitos que votam na Comissão de Promoção de Praças, tem um passado negro. Nem na CPO existe um critério de passado policial para ser membro. Hoje para ser Coronel, tem que ser amigo dos homens e não ser bom policial. Nossa PMSC esta arcaica e falida, vive de fingir que faz segurança. E quem quer fazer algo é ovelha negra. Te apoio e te conheço bem. Você é excepcional comandante operacional. Te conheço desde os tempos de Chapecó. Um dia um governador vai te dar valor. Uma vez um Tenente Coronel me falou: Ande para cima e para baixo com papéis embaixo do braço. Finja ser ocupado e passe perante as pessoas certas. Diga que você tem muitos afazeres. Uma mentira muitas vezes dita se torna verdade na polícia. Dai terá conceito alto. E não terá erro, pois, somente erra quem faz mesmo. Daí será promovido. Infelizmente ele tem razão. Ele foi a Coronel, passou duas turmas (inclusive a sua).

EDIVAR disse...
[Responder comentário]

@michel
Agradeço seu comentário, Michel. Continuemos a luta. Vale à pena lutar.
Um abraço
Edivar

Anônimo disse...
[Responder comentário]

Politicagem continua,novamente foi preterido.Quem manda você não ter irmão adjunto da SSP. Ele pode ser mais antigo, mas, promoção é por merecimento (ele é muito competente, por isto vive sendo transferido. todos querem ele). Nunca entendi como um dos promovidos, que é quase cego, passa nos exames médicos e coincidência aparte, ele somente foi promovido qunado seu irmão (Coronel PM) esta em cargo político e é "peixada" do governador. Veja o passado mmilitar seu e do irmão do "chefinho". Quanta diferença. Mas ele tem QI alto (quem indica). Fico triste por você.

EDIVAR disse...
[Responder comentário]

É. O sentimento continua sendo de frustração. Continuo acreditando na PMSC. Não em comandos que passam e que passarão. Todos são e serão lembrados, pelo que de ruim fizeram.

Anônimo disse...
[Responder comentário]

Foi transferido para Lages - 2ªRPM, o oficial quase cego.Quantas Ajudas de Custo este oficial já ganhou? Anda mais que notícia ruim o cara.

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário: